Dilma e Lula no Congresso Nacional do PT, no final do mês passado
Dilma e Lula no Congresso Nacional do PT, no final do mês passado

No próximo ano, a ex-presidente Dilma Rousseff será candidata no Rio Grande do Sul, só não decidiu ainda se disputará o Senado ou a Câmara dos Deputados. Dilma chegou a ensaiar transferir seu domicílio eleitoral para o Rio de Janeiro, mas a ideia não foi adiante. Dilma se beneficiou da decisão do TSE. O que ninguém acredita é que se o julgamento não tivesse atrelado Dilma a Temer, ela escaparia da inelegibilidade. Bem, como o MP Eleitoral vai recorrer ao STF para tentar rever a absolvição da chapa, a situação de Dilma pode mudar, mas por enquanto pode se candidatar a qualquer cargo.

Aliás, Lula fugiu pela tangente ao comentar a decisão do TSE: "Quem sou eu para dar palpite sobre decisão judicial?" Para Lula entre Temer ficar agonizando e haver nova eleição indireta, a primeira hipótese é mais vantajosa, melhor ainda se o PSDB continuar agarrado ao governo.