Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online
Sérgio Cabral foi condenado a 14 anos e dois meses por Sérgio Moro, um pouco menos que Eduardo Cunha que recebeu sentença de 15 anos e quatro meses. Mas esse é apenas o primeiro dos 10 processos em que Cabral é réu. Trata-se apenas do caso de propina na obra do Comperj.

Seu braço-direito e ex-secretário de Governo, Wilson Carlos foi condenado a 10 anos e oito meses de prisão. Já o operador Carlos Emanuel Miranda recebeu pena de 10 anos. Adriana Ancelmo foi absolvida por falta de provas por Moro, assim como aconteceu com Cláudia Cruz, mulher de Eduardo Cunha.

No próximo mês deverá sair a sentença do primeiros dos nove processos que Cabral responde na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, do juiz Marcelo Bretas. E vem por aí o 11º processo, no caso que levou à prisão o empresário Marco Antônio de Luca, o famoso esquema da alimentação. E outros ainda virão. Cabral deverá responde a pelo menos 15 processos.

Comentários

13/06/2017

03:51

Roni Azevedo - Rio de Janeiro

Que seja a primeira de muitas outras condenações,afinal,foram dezenas de denúncias em diversos crimes contra a República que desestabilizou o modo de vida da população do Estado do RJ!

13/06/2017

05:31

Igor - Rio de Janeiro - RJ

O juiz Sérgio Moro desafinou geral ao absolver Adriana Ancelmo, a ladra do Leblon, por "ausência de provas", à semelhança do que já havia feito com a madame Cunha. Parece piada. E é.