Reprodução do G1
Reprodução do G1

O operador de Cabral, Luiz Carlos Bezerra contou ao MPF que entregou algumas remessas de R$ 400 mil ao braço-direito do ex-governador, Régis Fichtner. Algumas entregas chegaram a ser feitas no Palácio Guanabara. Foi a primeira vez que um dos mais importantes personagens do esquema de Cabral apareceu nas investigações. Aliás, Régis Fichtner, o Alemão, foi denunciado pelo nosso blog em vários esquemas há vários anos.

Agora surge, finalmente, outro personagem de ponta na quadrilha de Cabral. Segundo Vivaldo Filho, o Fiel, funcionário dos doleiros Renato e Marcelo Chebar contou ao juiz Marcelo Bretas que apanhava grandes quantias do esquema no endereço onde funcionava a sede do grupo Facility, do empresário Arthur César, o Rei Arthur. Aliás, ele foi revelado também aqui no blog.

Espero que agora as investigações da PF e do MPF avancem e peguem Régis Fichtner e Arthur César.