Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Sérgio Cabral já está condenado a 14 anos e 2 meses de prisão por Sérgio Moro. É réu em mais 9 processos que correm na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, com o juiz Marcelo Bretas, e essa nova denúncia do MPF sobre as joias compradas na H.Stern deve virar seu décimo-primeiro processo. Mas ainda faltam dois processos, no mínimo. Um sobre a propina das empresas que fornecem alimentação para escolas, presídios e hospitais, além de outro sobre o esquema do Rei Arthur. E se as investigações forem mais fundo outros processos virão. Não é à toa que Cabral disse a um visitante ilustre que foi vê-lo quando estava em Bangu: "È, acho que exagerei".