No sentido horário: Edson Albertassi (no alto à esquerda), Paulo Melo, Milton Rangel e Pedro Fernandes
No sentido horário: Edson Albertassi (no alto à esquerda), Paulo Melo, Milton Rangel e Pedro Fernandes

É bom que vocês guardem bem a cara e os nomes desses quatro deputados, integrantes da Comissão de Orçamento da ALERJ. Ontem, por 4 a 3, eles aprovaram as contas de Pezão de 2016, mesmo com a decisão do Tribunal de Contas do Estado que reprovou-as por unanimidade.

Pasmem, mas esses deputados, Edson Albertassi (PMDB), Paulo Melo (PMDB), Pedro Fernandes (PMDB) e Milton Rangel (DEM), mesmo sabendo que a Constituição foi descumprida, que Pezão não gastou o mínimo de 12% do orçamento na saúde, debocharam do sofrimento da população, que agoniza sem atendimento na rede estadual. Para eles, que têm todas as despesas de saúde, nos melhores hospitais, bancadas pela ALERJ, pelo nosso dinheiro, o que interessa é agradar Pezão, ignorando sumariamente a legislação. Não estão nem aí para o drama das pessoas, mas em breve estarão batendo na porta de sua casa para pedir votos.

Aliás, agora as contas de Pezão de 2016 irão a plenário. Quero ver quem vai ter coragem de proteger Pezão e debochar do sofrimento do povo, como esses quatro fizeram. Deveriam ter vergonha de ignorar a decisão do TCE. Mas por que será?