Michel Temer com chapéu do Banco do Brasil
Michel Temer com chapéu do Banco do Brasil
Foi dada a largada para a venda da: Petrobras,Banco do Brasil e Eletrobras.

O presidente Michel Temer publicou no Diário Oficial da União, numa sexta-feira enforcada por um feriadão, um decreto presidencial que isenta a publicação de editais para a venda das ações do governo em empresas de economia mista. Na prática, o governo não necessitará de leilões ou publicações que causem qualquer alarde ou publicidade para “desinvestimento” público em empresas de capital misto. A Petrobras, o Banco do Brasil, a Eletrobras e outras são empresas dessa natureza.

Vejam os artigos do decreto:

“Art. 1º Fica estabelecido, com base na dispensa de licitação prevista no art. 29, caput, inciso XVIII, da Lei nº 13.303, de 30 de junho de 2016, e no âmbito da administração pública federal, o regime especial de desinvestimento de ativos das sociedades de economia mista, com a finalidade de disciplinar a alienação de ativos pertencentes àquelas entidades, nos termos deste Decreto”.

§ 1º As disposições previstas neste Decreto aplicam-se às sociedades subsidiárias e controladas de sociedades de economia mista”.

Na prática, o governo passa a ter liberdade para vender as ações no mercado capitais, sem qualquer tipo de aviso, sem licitação. Fica aberto o caminho para a liquidação em tempo recorde, de todas as maiores e mais lucrativas empresas estatais, as de capital misto.

O povo brasileiro precisa rapidamente se mobilizar para evitar a entrega desse patrimônio público que foi construído ao longo de gerações.

Será a maior negociata da história da República.

VAMOS IMPEDIR ISSO!

Comentários

06/11/2017

03:19

Igor - Rio

Por que um presidente tão impopular continua na presidência? Simples, para destruir o Brasil e f.... com o pobre. O Brasil acabou!

06/11/2017

03:30

anonima - duque de caxias rj

Garotinho, me responda se puder: não dizem que o Temer está doente, quase nas últimas? Ou isso é só pra desviar o foco?

06/11/2017

05:35

Emerson Robertson - Recife

Interesses ocultos e suspeitos estão por trás dessa venda do patrimônio público. Se o povo não se mobilizar, só restará o pó das estatais lucrativas.

06/11/2017

08:46

Susana - Brasil

Está passando da hora dos presidentes da Câmara dos Deputados e Senado Federal, dos responsáveis pelos telejornais das TVs Abertas, dos sites de notícias e blogs, começarem pressionar o Governo Federal para financiar kit de energia solar para instalar nas residências do povo brasileiro. Que se dane se não gostar algum representante em empresas de energia hídrica.

07/11/2017

11:56

Rcabral - Rio de Janeiro

Depois de tana roubalheira nas estatais, você aca que devemos continuar bancando esta farra? Estado é para prover Segurança, Educação e Saúde, o resto é com a iniciativa privada com o Estado exercendo seu poder regulador aonde aplicável. Às nações com maior desenvolvimento humano fazem assim, em um país com a nossa cultura de apropriação do público pelo privado, deveríamos mais ainda seguir o exemplo deles e reduzir ao mínimo possível o espaço para a roubalheira. Infelizmente somos o produto do pior de três culturas; a ausência do conceito de propriedade dos índios, tudo é de todos e de quem pegar primeiro, do absolutismo português, tudo emana do estado que distribui aos seus e a quem lhe aprouver, daí a prática generalizada de apropriação do público pelo privado e a leniência da cultura negra, não existe pecado abaixo do equador. O Estado não é a solução para o Brasil, ele é o principal problema.

07/11/2017

02:03

Reinaldo Luiz - Rio de Janeiro

Acho que o senhor não tem que ser candidato por causa das perseguições, se possível eu gostaria que a Liliam Sá, que eu votei para senadora, fosse a candidata.

09/11/2017

01:49

Niraldo - Rio de Janeiro

Em tempos de crise hídrica e falta da água no sudeste por que em dias de jogos não deixar desligados dois telões dentro do Maracanã, ao invés de ficar ligados quatro ao mesmo tempo para desperdiçar energia? Será que os canais Premiere estão pagando para mostrar imagem de transmissão dentro do estádio direcionado para o público presente?