Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
O PSDB continua em cima do muro para variar. Não sabe se vai ou se fica no governo Temer. Agora até o Palácio do Planalto admite que até o final do ano os tucanos devem pular fora, como disse FHC, o PSDB precisa mostrar que é diferente do PMDB para não sofrer um desastre eleitoral. É a mesma postura e pensamento do PT do Rio em relação a Sérgio Cabral. O PT ocupou secretarias importantes do governo Cabral e lhe deu sustentação política na ALERJ durante 7 anos e dois meses. Em março de 2014, ano da eleição de Pezão, os petistas resolveram abandonar o barco. Achavam que a população acreditaria que não tinham nada a ver com o governo do PMDB. O resultado todo mundo viu, o candidato petista ao Governo do Estado, Lindbergh Farias não foi nem para o 2º turno. O PSDB participou ativamente do golpe parlamentar que tirou a Presidente Dilma, para tanto se aliou e andou lado a lado com Eduardo Cunha, tem 4 ministérios no atual governo, e ajudou a salvar Temer das denúncias por corrupção. É ilusão os tucanos acharem que deixando o governo no final do ano serão perdoados pelos eleitores.

Comentários

08/11/2017

05:42

Igor - Rio de Janeiro - RJ

O Antagonista: "Ex-secretário de Cabral admite propina de empresário Sérgio Côrtes, secretário de Saúde do Rio na gestão de Sérgio Cabral, admitiu a Marcelo Bretas ter recebido propina do empresário Miguel Iskin, também preso na Operação Fatura Exposta. Segundo Côrtes, a propina consistiu em US$ 3 milhões e uma carteira de ações. O ex-secretário alegou, porém, que o dinheiro seria para uma eventual campanha –não realizada– e que, no cargo, não beneficiou nenhuma empresa de Iskin. Côrtes já devolvera à Justiça Federal US$ 4,3 milhões em propina. Ele foi um dos participantes da “farra dos guardanapos” de Sérgio Cabral em Paris, em 2009. É também o mesmo sujeito acusado de desviar dinheiro de próteses ortopédicas. E que disse a um de seus comparsas “nossas putarias têm que continuar”.

08/11/2017

07:35

Susana - Brasil

Está passando da hora dos presidentes da Câmara dos Deputados e Senado Federal, dos responsáveis pelos telejornais das TVs Abertas, dos sites de notícias e blogs, começarem pressionar o Governo Federal para financiar kit de energia solar para instalar nas residências do povo brasileiro. Que se dane se não gostar algum representante em empresas de energia hídrica.

09/11/2017

08:45

Sandro - Kit de Energia Solar

Já que o Governo Federal já está cadastrando os beneficiários do Programa Bolsa Família para receber o kit gratuito de TV digital, por que o mesmo Governo não age para financiar para os cidadãos brasileiros um financiamento pelo banco CAIXA ou Banco do Brasil do kit de energia solar?