Reprodução do Dia
Reprodução do Dia
Nas últimas 24 horas as decisões e declarações do governador Pezão mostram bem que está completamente à deriva, como um náufrago moribundo desesperado, que nem sabe mais onde está ou para onde vai. Era melhor ficar calado.


Comentários

14/11/2017

09:42

Sandy - Petrópolis - RJ

O que esse desgovernado Pezãor, do PMDB, está esperando para cair fora? O povo não aguenta mais tanta corrupção.

14/11/2017

09:55

Daniel - Tijuca

A pergunta que não quer calar é a seguinte: até quando a população ainda terá que aturar o Mão Grande!!! O ERJ está, literalmente, entregue às baratas!!!

14/11/2017

10:48

Roni Azevedo - Rio de Janeiro

Se existi justiça nesse país então ele será o próximo a ser preso!

15/11/2017

01:33

Roberto - Estado do Rio de Janeiro

Parabéns programas ao vivo da Record TV Rio pela excepcional cobertura ontem da prisão de Felipe Picciane (filho de Jorge Picciani o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) efetuada pela Polícia Federal. Que pena que não entra a Record TV Rio no pacote básico da SKY e OITV. https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/cidade-alerta-rj/videos/felipe-picciani-chega-ao-rio-escoltado-por-agentes-da-pf-14112017

16/11/2017

02:15

Reinaldo Luiz - Rio de Janeiro

Interessante a mudança de opinião da Justiça, na era pré-impeachment e na era pós-impeachment. O desembargador Abel Gomes, que agora atuou contra três deputados do PMDB, foi francamente favorável ao Pezão, quando Pezão era aliado da Dilma e foi absolvido no TRE-RJ sob a acusação de implantar o Gabinete Itinerante sem previsão orçamentária, com o objetivo de usar a máquina pública para fazer campanha eleitoral. O mesmo desembargador usou um tom indignado contra a acusação. Em seu despacho, o desembargador Abel Fernando Gomes disse que a existência do Gabinete Itinerante “pode ser repudiada do ponto de vista ético”. Argumentou ainda que a lei da reeleição oferece vantagem competitiva ao governador-candidato. Mas disse que “é precária” a conclusão de que a evolução do candidato nas pesquisas se deveu ao Gabinete Itinerante e que “a exposição da figura do governador teria aptidão para alavancar a candidatura”.