Comentários

05/02/2018

02:43

Romaldo Cabral - Rio de Janeiro

Governador, Entendo seu argumento, eles tiram a DRU quando mostram os números, mais duas verdades são insofismáveis: 1) no Brasil se permite uma idade muito baixa para aposentadoria, a médio e longo prazo cria um deficit atuarial, que precisa ser enfrentado cedo, pois se deixado para depois, fica quase impossível de resolver sem afetar quem ja estiver aposentado, ferindo direitos. Veja o caso da Grécia e Espanha, entre outros países. 2) este é o pior, o regime diferenciado dos servidores públicos, criando uma casta de privilegiados que se aposentam com rendimentos integrais. Regime único de previdência é sinônimo de justiça social, é inconcebível que brasileiros pobres sustentem com seus impostos privilégio de gente que ja recebe o maior de todos os privilégios, estabilidade de emprego. Veja que com a crise que vivemos, 12 milhões de desempregados e 30 milhões sobrevivendo na informalidade, funcionários públicos no máximo enfrentaram atrasos de salários, mas seguem com seus empregos e em muitos casos até reajuste salarial tiveram. Quem quiser aposentar com salário integral, que pague um plano complementar como se faz em outros países, o Chile aqui pertinho é um exemplo. Sei que é uma bandeira política do trabalhismo a defesa do legado de Vargas, mas a Previdência que temos hoje não é a que Vargas pensou; os funcionários públicos tinham regime diferenciado, ao junta-los com os demais trabalhadores e mantendo seus privilégios, se criou uma situação que acredito Vargas condenaria, toda a sociedade contribui igual, mas alguns recebem absurdamente mais. Levante esta bandeira, regime único e universal da Previdência, ou então o governo que retire da conta do INSS os servidores públicos aposentados e discuta separadamente com a sociedade como financia-los. é honesto e é o correto a fazer.

05/02/2018

04:27

Ana Paula - Região Serrana - InterTV RJ

É impressionante como o jornalismo do meio-dia quase todo mês vem pegando no pé dos governos do Casal Garotinho, mas não adianta o povo fluminense desconfia na hora que, infelizmente, são mais armações e perseguições partindo da turma de Cabral, Picciani, Cunha, Pezão e Paes (MDB-RJ). Ano de eleição a corja de emedebista vai querer armar de todo jeito contra políticos da oposição e com apoio de certas partes das mídias.

05/02/2018

04:56

Samuel - Niterói - RJ

Volta falar Garotinho no microfone da Super Rádio Tupi, tudo que já denunciou e provou na Justiça, que até seu adversário Eduardo Paes não vai dormir direito.

05/02/2018

09:07

Paulo Cesar Rosa - Rio de Janeiro

Garotinho vai para o PROS

05/02/2018

11:43

Silvio Marques - Rio de Janeiro

Garotinho, esse PR sempre foi um "antro". Você é grande demais para esse partido. Por exemplo, Clarissa Garotinho quando foi eleita a Deputada Estadual, levou uma bancada de 6 Deputados pelo PR, o que fizeram os Deputados Estaduais doPR eleitos pelo coeficiente eleitoral da quota da Clarissa? Votaram no Jorge Picciani, no Paulo Melo ... foi a melhor coisa que você fez foi sair disso aí. Entre em um partido que tenha autonomia e que não seja composto por gente com rabo preso no PMDB e no PT, que era o caso do PR.

06/02/2018

02:44

O esclarecedor - Rio

O Ronaldo Cabral escreveu muito e escreveu besteira. "o governo que retire da conta do INSS os servidores públicos aposentados". Senhor Ronaldo, o senhor sabe que os servidores públicos tem um Regime próprio? Que eles contribuem muito mais que o trabalhador da iniciativa privada para terem direito à aposentadoria integral? Quer acabar com o regime próprio dos servidores, ótimo. Que eles passem a contribuir nas mesmas bases que os da iniciativa privada então.

06/02/2018

02:46

o amigo - Rio

Ir para o PTB vai ser um repeteco de tudo o que viveu no PR. Partido fisiológico da base de Michel Temer e de Pezão.