O TRF-4 acaba de rejeitar, por unanimidade, os embargos de declaração apresentados pela defesa de José Dirceu como último recurso em um dos processos que responde na Lava Jato. Com isso, o ex-ministro já pode ser preso.
No mês passado, Dirceu apelou ao tribunal contra a condenação em primeira instância, mas os desembargadores mantiveram a decisão e aumentaram a pena para 30 anos e 9 meses de prisão por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.