FONTE: G1
FONTE: G1

O ex-governador Sérgio Cabral admitiu ao juiz Marcelo Bretas que usou dinheiro de campanha para fins pessoais. Em depoimento na última sexta-feira, Cabral disse que a promiscuidade das doações foi muito grande e ele "se perdeu" com tanto dinheiro.
Cabral chegou a dizer que faria uma proposta ao Ministério Público para devolver parte deste dinheiro.
Só pode ser piada, não é?
O operador financeiro do ex-governador Carlos Miranda - o avestruz - já declarou que somente com a família os gastos de Cabral ultrapassavam os 4 MILHÕES DE REAIS por mês.
Em uma conta rápida, durante os 8 anos de governo, Sérgio Cabral teria gasto mais de 380 MILHÕES com a vida luxuosa em família.
Ou seja, essa conta não fecha e ele mais uma vez mente para a justiça.
Cabral já foi condenado a mais de 100 anos de prisão.

Comentários

09/06/2018

09:13

FRANKLIN LAUTERT - RIO

CARO GAROTINHO, A CORRUPÇÃO ERA O DELEITE DO CABRAL, A PROMISCUIDADE O ATRAÍA E O DINHEIRO INEBRIAVA A SUA MENTE DOENTIA. CABRAL AGORA TENTA ENREGAR PARTE DO DINHEIRO PARA TENTAR ENGANAR A JUSTIÇA E FICAR COM UMA PARTE PARA DOÁ-LA AOS FILHOS E NETOS. NÃO VAI CONSEGUIR, VAI PERDER TUDO!!!!

09/06/2018

11:18

eduardo 'GAROTINHO' marins - Pilar-Duque de caxias

Eu não tenho nenhuma pena desse sérgio cabral, não existe desculpa q ele se deslumbrou com o poder e dinheiro, meu Deus ele sempre foi politico é formado em jornalismo seus pais já tinham dinheiro ,portante ele não era nenhum pobrezinho q entrou na politica e se deslumbrou, não tem perdão tem q pagar pelo q fez a milhões de cariocas

09/06/2018

06:22

Igor - Rio de Janeiro - RJ

A dupla Cabral-Pezão (et caterva) roubou 4 bilhões de dólares da população do ERJ. Prisão perpétua é pouco!!!!

09/06/2018

06:44

Maria do Carmo - Eleições 2018

Sem problema tem muitos outros bons para ser vice da chapa de Jair Bolsonaro. Exemplos: Os ex-senadores Papaléo Paes (PA) ou Mão Santa (PI). https://veja.abril.com.br/politica/magno-malta-diz-a-jair-bolsonaro-que-nao-sera-vice-em-sua-chapa/amp/

10/06/2018

11:59

Luiz - Duque de Caxias

Prezado Garotinho, sem desconsiderar valores tão díspares, temos que chamar a atenção para o fato de que esse marginal quer fazer crer que os milhões desviados não são frutos da corrupção por ele e sua quadrilha implementada no governo do Estado do Rio, e sim sobra de campanhas, o que, em tese, lhe dariam penas menores.