Com esta decisão do STF fica caracterizado mais um ato deliberado para impedir minha candidatura.

No caso eu nem fui acusado de enriquecimento ilícito mas que, no futuro, alguém integrante da ação de improbidade poderia obter vantagem.

Absurdo!

Na decisão o ministro é claro, tem que provar que o agente político teve benefício.

Covardia contra mim. Como não puderam me acusar, disseram que no futuro alguém poderia ser beneficiário de um ato que também não cometi.

Eu sei quem está por trás disso!



Veja a decisão do ministro

Comentários