Sempre achei muito estranha a contratação de Eduardo Paes como executivo de uma empresa fabricante de veículos elétricos. Sei lá, pode ser que os chineses tenham visto alguma coisa que eu não percebi.
Ocorre que a BYD, empresa que contratou Eduardo Paes, saiu vitoriosa para a construção do monotrilho de Salvador pelo valor de R$ 1,5 bilhões de reais. Nada demais, se o prefeito da cidade não fosse o cacique do Democratas ACM Neto, partido de Eduardo Paes e Rodrigo Maia, escolhido por ele após deixar o MDB.

O negócio na Bahia vem dando confusão faz algum tempo, desde da época, coincidentemente, da troca de partidos!

"Publicada semana passada (24) pela imprensa da Bahia, notícia sobre a empresa vencedora da licitação do VLT de Salvador causou certa confusão entre os leitores, já que nota citava a solução de monotrilho e a vencedora como o consórcio formado pela Metrogreen e a chinesa BYD, conhecida por produzir caminhões e ônibus. Para esclarecer as questões, fomos conversar com Alexandre Liu, Diretor de Negócios da BYD, empresa que venceu o leilão realizado na Bolsa B3, de São Paulo.”

Agora passada a eleição Eduardo Paes volta para a BYD.

“Consórcio Skyrail Bahia, formado pelas empresas BYD e Metrogreen, venceu negócio de R$ 1,5 bilhão.”

Os jornais baianos noticiam...

“O diretor da fabricante chinesa BYD no Brasil, Alexandre Liu, disse à Revista Ferroviária que o Consórcio Skyrail Bahia tem até o dia 10 de outubro para assinar o contrato de Parceria Público-Privada do leilão do monotrilho de Salvador.”

Só por coincidência, nada a ver com o negócio, outra empresa chinesa comprou a empresa que construiu a ciclovia cai-cai((TIM MAIA) em São Conrado!

Um prato chinês para quem entender a charada acima!
Quem tem olho grande não entra na CHINA!

Comentários