Os jornais do Rio continuam escondendo a verdade dos seus leitores. Não dão uma linha sobre o escândalo que envolve Adriana Ancelmo, a esposa do governador Sérgio Cabral, que foi contratada para defender os interesses do Metrô Rio e também advoga em ações tributárias contra o Estado. Isso foi matéria do Estado de S.Paulo, no domingo. Leiam a matéria mais abaixo no blog.

Mas, hoje o ESTADÃO mostra que o escândalo é ainda maior. A Primeira-Dama Adriana Ancelmo também é advogada do grupo FACILITY em 28 processos contra o Estado. O grupo presta serviços ao governo do Estado e na gestão Cabral já ganhou R$ 57,8 milhões só com aditivos a contratos em vigor.

A cada dia uma nova descoberta. A mulher do governador defende os mais variados interesses contra o Estado, que tem o marido como governador. E o pior: as empresas que ela defende são beneficiadas pelo governador Sérgio Cabral, com aditivos aos contratos e prorrogação de concessão.

Isso é escandaloso. Alguém precisa tomar uma providência, o Ministério Público, a ALERJ. É uma imoralidade. O governador precisa ser cobrado e responsabilizado. Vejam abaixo a matéria do ESTADÃO.
(Clique na imagem que ela aumenta)



Comentários