Reprodução do Estadão online
Reprodução do Estadão online


Claro que os jornais do Rio abafam uma notícia dessa importância para atender aos interesses de Cabral e Paes. Mas já falei desse problema aqui no blog. Sob o pretexto de que não se pode perder tempo para as obras visando a Copa e as Olimpíadas estão sendo feitas remoções de famílias de suas casas, de forma completamente arbitrária, ao arrepio da lei, na base da coação aos moradores, sem diálogo ou negociação. Mas pra vocês verem a gravidade, até as Nações Unidas (ONU) já estão preocupadas com o que está ocorrendo no Rio.

Muitas famílias por onde vai passar, por exemplo a Transcarioca, estão sendo obrigadas a deixar suas casas correndo, sem um prazo decente, e o pior, como não são proprietárias estão sendo jogadas na rua, com promessa de aluguel social, que cada vez menos é aceito porque a prefeitura do Rio e o governo do Estado vivem atrasando a liberação.

A Copa e as Olimpíadas viraram o pretexto para se fazer um monte de coisas erradas. Famílias estão sendo praticamente expulsas de casa, com uma mão na frente e outra atrás. Na Assembléia Legislativa e na Câmara de Vereadores nada se investiga sob a alegação de que isso pode afastar investidores estrangeiros. Essa, aliás, também é uma das alegações dos que não querem a CPI da CBF.

No ritmo que vamos, com o silêncio de parlamentares; do MP; da OAB; da Defensoria Pública que deveria estar defendendo os direitos dessas famílias removidas; e da mídia não vai demorar vão querer proibir também manifestações de protesto no Rio de Janeiro, porque vão dizer que é ruim para a imagem da cidade. Não estamos longe disso. É uma vergonha!

Comentários