Visitantes online: 130
logo topo

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

22/03/2018

00:03

Garotinho: "A vitória começa hoje"

Brizola Neto será vice na chapa de Garotinho

Garotinho e Brizola Neto
Garotinho e Brizola Neto
Companheiros:

Hoje vamos dar o primeiro passo rumo à vitória na eleição para o Governo do Estado. Precisamos unir forças e reforçar a mobilização para o ato de filiação da chapa GAROTINHO / BRIZOLA, que vai acontecer hoje, quinta (22/03), no Club Municipal, às 15 horas, na Rua Haddock Lobo, 359, na Tijuca.

Venha participar desse momento histórico, quando anunciaremos o novo partido para onde o nosso grupo político irá.

UNIDOS PELO POVO

Anthony Garotinho

21/03/2018

15:03

Dia D para Lula

Reprodução da Veja
Reprodução da Veja
Pressionada por boa parte dos seus colegas no STF, a ministra Cármen Lúcia decidiu pautar para a sessão de amanhã o julgamento do pedido de habeas corpus de Lula. Por sua vez, o TRF-4 marcou para segunda-feira a análise do recurso de Lula.

Portanto a situação é clara. Se o STF não conceder o habeas corpus amanhã, Lula poderá ser preso na segunda-feira. Vale lembrar que o recurso no TRF-4 é através de embargos declaratórios, instrumento que não tem poder para mudar a condenação. No entanto os desembargadores do TRF-4 podem ou não decretar a execução da pena imediata, embora em todos os casos semelhantes tenham tomado a decisão pela prisão dos condenados.

Portanto o país aguarda em ansiosa expectativa a decisão dos ministros do STF amanhã, que na prática selará o destino do ex-presidente Lula.

21/03/2018

05:50

Garotinho fala de filiação a novo partido e convida Brizola Neto para vice

20/03/2018

16:38

Garotinho ao vivo no Facebook, a partir de 22 horas

Amigos e companheiros, hoje (20/03), às 22 horas estarei fazendo um live no Facebook.com/garotinhooficial conversando sobre os últimos acontecimentos políticos nacionais e do nosso estado.

Lembrando que quinta-feira, às 15h, no Clube Municipal, na Tijuca, nossa reunião está confirmada.

Todos os pré-candidatos a deputado estadual e federal deverão estar presentes.

Na oportunidade estarei me filiando ao partido pelo qual disputarei a eleição ao Governo do Estado.

20/03/2018

15:16

Bolsonaro quer radicalização da campanha

Reprodução do Diário de Santa Maria (RS)
Reprodução do Diário de Santa Maria (RS)
Agora onde Lula vai, a turma de Jair Bolsonaro vai atrás. E claro não é para fazer nenhum contraponto ideológico. O objetivo é claro: provocar e radicalizar. Nunca tinha visto na política "inauguração de outdoor". Mas vá lá que seja. Agora fazer a inauguração no mesmo dia e hora que Lula vai estar em Santa Maria, no Rio Grande do Sul? Querem transformar a campanha eleitoral em guerra eleitoral. É lamentável!

20/03/2018

13:58

Uma breve biografia de Garotinho

Reprodução do Blog do Marcos Júnior
Reprodução do Blog do Marcos Júnior

20/03/2018

12:31

Até quando os tucanos vão continuar blindados?

Adhemar Ribeiro, cunhado de Geraldo Alckmin e seu filho Othon Ribeiro (sobrinho de Alckmin)
Adhemar Ribeiro, cunhado de Geraldo Alckmin e seu filho Othon Ribeiro (sobrinho de Alckmin)
A revista Época mostrou os negócios do cunhado e do sobrinho do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O envolvimento em negócios escusos vai muito além de indícios. Adhemar atua na arrecadação de recursos desde a campanha à reeleição de Fernando Henrique Cardoso. Mas até hoje permanecem intocáveis. Aliás, Paulo Preto, operador financeiro dos tucanos paulistas, mesmo com a decoberta de R$ 120 milhões em contas na Suíça, estranhamente, não foi preso até hoje. Nesse caso até Eduardo Cunha tem o direito de se sentir injustiçado. A turma que tinha contas na Suíça, descobertas pela Lava Jato, foi para trás das grades. Mas Paulo Preto conseguiu escapar até agora. Por que será?

19/03/2018

19:25

Exclusivo! Um juiz que se acha acima da lei: Ralph Manhães

Juiz Ralph Manhães
Juiz Ralph Manhães

19/03/2018

12:34

A nova cara da "velha política"

Reprodução de O Tempo, de Belo Horizonte
Reprodução de O Tempo, de Belo Horizonte
O MBL (Movimento Brasil Livre) foi um dos grupos que surgiu nas redes sociais, encabeçando o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff na internet. Seus líderes se diziam contra a corrupção, apregoavam uma nova maneira de fazer política, apesar do MBL ter recebido dinheiro do PMDB, PSDB e DEM, além de andarem posando para fotos com Eduardo Cunha, então presidente da Câmara dos Deputados. Na eleição municipal de 2016, uma das principais lideranças do MBL, Fernando Holliday, elegeu-se vereador em S. Paulo pelo DEM. Agora outro líder do movimento, Kim Kataguiri, será candidato a deputado federal pelo mesmo DEM. Nova política? Só se, para ficar apenas em dois exemplos, o senador ruralista Ronaldo Caiado (GO) e o líder da bancada da bala, deputado Alberto Fraga (DF), que defende os interesses dos fabricantes de armas, são representantes da nova política.

19/03/2018

06:01

Rumo à vitória

Concluímos na noite de domingo uma maravilhosa reunião que contou com a presença de presidentes de 5 partidos, alguns deputados federais, lideranças políticas importantes do nosso estado, e confirmamos uma importante aliança que será anunciada na próxima quinta-feira, dia 22, às 15 horas, no clube Municipal. Na ocasião anunciarei minha filiação partidária e a aliança pela qual disputarei o Governo do Estado.

JUNTOS PELA VITÓRIA

Anthony Garotinho

18/03/2018

10:58

Os arapongas monitoram Lula

Lula discursando na quinta-feira, no Fórum Social Mundial, em Salvador; abaixo falando aos metalúrgicos durante greve no ABC paulista nos anos 1970
Lula discursando na quinta-feira, no Fórum Social Mundial, em Salvador; abaixo falando aos metalúrgicos durante greve no ABC paulista nos anos 1970
Informa a coluna de Lauro Jardim, no Globo, que a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) monitora as "movimentações em torno da organização de protestos" do PT e outros partidos de esquerda, por conta da previsível decretação da prisão de Lula. A Abin teme o comprometimento da "segurança da sociedade e do Estado".

Repete-se quatro décadas depois o que o então SNI (Serviço Nacional de Informações) e seus órgãos subordinados, no último governo militar (general João Figueiredo) faziam com Lula, quando nos anos 1970 despontou como líder metalúrgico, acabando preso pela ditadura em 1980. A história mostra que Lula sairia dali e acabaria fundando o PT, que, com erros e acertos, mudou o Brasil.

Quem conhece os protocolos dos "arapongas" sabe que quando falam em monitoramento, leia-se também infiltração nos partidos e movimentos que apoiam Lula. Na ditadura também eram "plantados" agitadores profissionais, basta lembrar do Cabo Anselmo.

E não custa recordar, já que estamos relembrando os "anos de chumbo", que assim como no passado tínhamos a TFP (Tradição, Família e Propriedade), liderada por Plínio Corrêa de Oliveira, hoje temos uma versão mais raivosa e truculenta da TFP, encarnada por Jair Bolsonaro e seus discípulos.

Só não vejo nas Forças Armadas hoje, as "vivandeiras dos quartéis" conspirando para tomar o poder.

17/03/2018

13:33

Radicalismo e incoerência do Psol

Marcelo Freixo e Tarcísio Motta
Marcelo Freixo e Tarcísio Motta
Não vou politizar o assassinato da vereadora Marielle Franco. Vou passar ao largo do episódio. O que quero mostrar é como o radicalismo e a incoerência do Psol não contribuem para a solução da crise da segurança pública do nosso estado.

O Psol entrou com uma ação no STF para acabar com a intervenção na segurança pública. Pois bem, eu sempre defendi a intervenção geral, não apenas na segurança. Já disse aqui que para mim o caminho não é intervenção, mas sim a federalização da segurança pública como acontece no Distrito Federal, onde é o governo federal que banca os gastos. É um dívida da União com o Rio de Janeiro, que já foi a capital do país.

O que não entra na minha cabeça é a argumentação do Psol na ação junto ao STF. Segundo o partido, o decreto do presidente Michel Temer não apresenta dados claros sobre o "grave comprometimento da
da ordem pública". Alto lá, o Psol tem dúvidas de que a "ordem pública" no Rio está completamente comprometida? Que argumento mais estapafúrdio.

E a outra questão é que o deputado Marcelo Freixo e o vereador Tarcísio Motta, assim como os demais psolistas, defendem a extinção da Polícia Militar. Será que tiveram a responsabilidade de pensar o que aconteceria no dia seguinte à publicação do decreto acabando com a PM? Com certeza não tiveram esse bom senso.

Como os psolistas só sabem criticar, mas não apontam soluções práticas, só caminhos cor de rosa, longe do mundo real, eu vou ponderar.

Uma opção seria aposentar de uma só vez 45 mil policiais militares da ativa. O problema é que no mês seguinte a Previdência estadual quebraria de vez.

Ou para o Psol a saída seria demitir os 45 mil? Bem, nessa hipótese o que vocês pensam que esses 45 mil PMs iriam fazer da vida?

O deputado Marcelo Frouxo é um demagogo, que nunca teve coragem de me encarar num debate. Cansei de convidá-lo para debatermos num live no Facebook, mas sempre fugiu. Já o professor Tarcísio Motta, candidato do Psol ao Governo do Estado, é boa praça, mas não compreende que segurança pública não é bloco de carnaval onde as pessoas se fantasiam de policial e bandido. É preciso acordar para a realidade.

16/03/2018

14:30

Neste sábado (16/03) tem Fala Garotinho na Rádio Tupi, de 06h às 08h

Não se esqueçam que amanhã tem o Fala Garotinho, que vai estar quente, com muitos assuntos importantes.

Vocês podem acompanhar o programa em AM - 1280 ou FM - 96,5. Também podem acompanhar pelo site www.tupi.am ou pelo aplicativo da Tupi, baixando no seu celular.

Estou esperando por todos vocês.

16/03/2018

12:01

O assassinato de Marielle e a intervenção na segurança

É inaceitável o assassinato da vereadora Marielle Franco.

É inaceitável a exploração política do trágico crime para qualquer lado.

É inceitável a matança de inocentes e policiais militares.

É inaceitável que a intervenção militar, após um mês, não tenha produzido resultados práticos.

O que está por detrás do assassinado ainda não sabemos, esperamos que a polícia elucide tudo

Só sabemos que a intervenção na segurança pública do Rio foi uma jogada de marketing, com objetivos eleitorais, sem nenhum planejamento, tanto assim que o Exército ainda está fazendo levantamentos.

O que nós esperamos é que a pressão da sociedade indignada com o assassinato de Marielle produza algum efeito concreto, que traga resultados positivos para a segurança da população.

#mariellepresente

16/03/2018

06:02

Conversa Franca com Garotinho

15/03/2018

18:55

Exclusivo! Ralph Manhães, um juiz parcial e injusto